Compostos Químicos

Como afetam os Microrganismos

O produto inclui álcool etílico, compostos de amónio quaternário, benzil-C12-16-alquildimetil, cloretos.

Os compostos de amônio quaternário são surfactantes catiónicos altamente tóxicos contra microrganismos (fungos, bactérias e vírus) e por isso, são conhecidamente agentes com ação biocida.

NoVirBox

O NovirBox é a versão química do CleanCloset. O seu objetivo principal é desinfetar roupas e calçado. As roupas e tecidos podem ser penduradas em cabides em um varão interno do armário ou dispostas dobradas em prateleiras. Posteriormente, são nebulizadas durante alguns minutos com o produto químico seguido por um período de repouso. Por fim, o produto é eliminado via um filtro. O processo total é concluído em menos de 10 minutos.


Os testes de nebulização foram realizados com células de Escherichia coli e Staphylococcus aureus (indicadores de bactérias patogénicas), com bacteriófagos (vírus) e com endósporos indicadores (Bacillus atrophaeus, indicador para esterilização química). Em todos os casos, a solução mostrou-se eficiente e, por isso, conclui-se que a solução atua num largo espectro de microrganismos, incluindo vírus e bactérias.

O NovirBox é um armário em chapa zinco com espessura de 2mm e pintura eletrostática. A porta é em policarbonato. As suas dimensões exteriores são de 810mm x 810mm x 1850 mm (largura x profundidade x altura) e as interiores de: 620mm x 620mm x 1500mm. O equipamento inclui 3 nebulizadores ultrassónicos que produzem uma neblina a partir do produto químico. O produto não é tóxico.

A atividade Biocida foi verificada pela UCCCB – serviços da Coleção de Culturas de Bactérias da Universidade de Coimbra (Coimbra, Portugal).

O CITEVE (Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário) analisou os tecidos expostos à neblina relativamente à resistência à rotura, ao alongamento à rotura, à estabilidade dimensional e à avaliação colorimétrica. Não foram detetadas alterações. 

O armário NoVirBox dispõe de um monitor tátil de 7”, de um PC Windows 10 Pro, de um controlador e de um leitor de código de barras / QRcode.

O Funcionário começa por passar a etiqueta da roupa a desinfetar pelo leitor de código de barras.

O software verifica na base de dados se aquela peça de roupa está no estado “não desinfetada”. Se estiver, o funcionário pode avançar com o processo de desinfeção colocando a peça de roupa num cabide que pendura no interior do equipamento. Fecha a porta e inicia o processo.

Ao terminar o processo, o software regista aquela peça como desinfetada. O software funciona na cloud. Todas as interfaces funcionam via browser.

Para os gabinetes de prova é fornecido um leitor de código de barra/QR SCAN EDA51 da HoneyHell com ecrã tátil baseado em android para os funcionários registarem as peças que vão para os provadores como “não desinfetadas”. O ecrã tátil permite ainda aos funcionários caracterizarem os clientes que estão a provar as peças. O software funciona via browser.

O BackOffice permite registar as peças de roupa manualmente ou via integração com ERP. Disponibiliza estatísticas. Permite gerir utilizador e as respetivas passwords, consultar eventos, definir as propriedades das roupas (tipo, cor, programa de desinfeção, género, …).

A Dynasys está disponível para avaliar projetos à medida nesta área.

Consulte-nos!

Dynasys – Engenharia e Telecomunicações, S.A.


Centro Empresarial Sado Internacional – Edifício E4

Estrada Nacional 10, Vale da Rosa

2910-835 Setúbal, Portugal

Tel: +351 265 706 900

Fax: +351 265 706 909

info@dynasys.pt

comercial@dynasys.pt